segunda-feira, 29 de maio de 2017

TBR Book Tag

Mais uma tag e desta vez a TBR Book Tag. Esta tag foi traduzida pela Mafalda do canal A Outra Mafalda mas é um original do blogue A Perfection Called Books.

Perguntas:
1 - Como manténs o controlo e o registo da tua pilha de TBR
2 - A tua TBR é na sua maioria impressa ou em ebook?
3 - Como é que escolhes o próximo livro que queres ler da tua TBR?
4 - Qual o livro que tens na tua TBR à mais tempo?
5 - Último livro que adicionaste a tua TBR?
6 - Um livro que tenhas adicionado à tua TBR devido à sua capa
7 - Um livro da tua TBR que não planeias ler
8 - Um livro que ainda não foi publicado, mas que está na tua TBR e que estás entusiasmado/a para ler
9 - Um livro na tua TBR que toda a gente leu, menos tu
10- Um livro na tua TBR que toda a gente te recomenda ler
11- Um livro na tua TBR que estás a morrer para ler!
12- Quantos livros tens na tua prateleira de TBR?


As minhas respostas:



Tagguei algumas pessoas mas quem quiser responder, esteja à vontade =)

sábado, 27 de maio de 2017

A Viúva Negra: Daniel Silva


A Viúva Negra
Título: A Viúva Negra (Gabriel Allon #16)
Autor: Daniel Silva
Editora: HarperCollins
Classificação: 5 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Ao fim de 16 livros da saga Gabriel Allon, Daniel Silva continua a deixar-me completamente agarrada à história e a fazer-me virar páginas atrás de páginas, na ânsia de fechar ao fim.
A história inicia-se com um atentado em Paris, levado a cabo pelo ISIS, cujo cérebro principal é Saladino mas que ninguém sabe nada sobre ele. Gabriel vê-se "pressionado" a assumir a busca por este homem e tentando impedir mais ataques, e decide infiltrar uma agente no seio do ISIS.
Tal como Daniel Silva já nos habituou, a história é bastante fluída, com capítulos curtos e com alguns episódios mais tensos, que nos deixam a questionar. Gosto também de reencontrar os elementos da equipa de Allon que, aos longo destes 16 livros, já se tornaram meus amigos, querendo sempre que tudo lhes "corra pelo melhor".
Adorei o modo como o autor nos dá a conhecer a "criação" de um agente infiltrado, como "criar" uma nova pessoa, uma nova mentalidade diferente da que essa pessoa é e do que acredita. E nos mostra como os terroristas se deslocam até aos locais de treino, viajando por vários países, sem levantar suspeitas. E é, quando acompanhamos a vida desta agente, que o clima de tensão e os riscos aumentando e nos faz sempre, temer o pior.
Ficou ainda por revelar o mistério em torno de Saladino e, estou certa, que no próximo livro irá voltar a aparecer.
Mais uma vez, foi um livro que me encheu as medidas, ficando apenas a faltar um pouco mais de pormenor da vida familiar de Gabriel, com a sua mulher Chiara e os seus filhotes mas nada que me retirasse o prazer que é entrar na vida de Allon.
Ansiosa pelo próximo volume =)

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Tag: Feira do Livro

Hoje trago-vos as respostas à Tag Feira do Livro, criada pela Cláudia do canal A Mulher que Ama Livros e que me marcou ;)

Perguntas:
LISBOA - Indica um livro que se passe em Lisboa
SOL - Indica um livro para ler no Verão
FARTURAS - Indica um livro doce
EVENTOS - Qual o autor que devia ir à Feira do Livro?
EDITORA - Elege as tuas três editoras preferidas
HORA H - Indica um livro muito bom com mais de 18 meses
AUTORES- Já pediste autógrafos? Mostra!
LIVROS - Mostra dois livros que compraste nos anos anteriores e ainda não leste
LISTA DE DESEJOS - Revela dois livros que pretendes comprar este ano


As minhas respostas:



Marquei algumas pessoas para responderem a esta tag mas qualquer pessoa que queria responder, esteja à vontade ;)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Documentário: Um Dia em Auschwitz


Ficha do IMBd aqui

Tive conhecimento deste documentário através da opinião da Silvana, que podem ler AQUI  pois é muito mais completa do que a minha.

Facilmente o encontrei no YouTube, em pt-br (não faço ideia se haverá na versão pt-pt) e é um documentário do canal Discovery, onde temos como narradora Kitty Hart-Moxon, que entrou para o campo quando tinha 16 anos, e que neste momento, volta a visitar Auschwitz com duas adolescentes. Kitty vai contando às duas jovens como era a vida no campo. Um relato forte e nu das condições do campo. Da crueldade humana. De como as pessoas eram reduzidas a nada.

É um documentário muito duro, que mexe imenso connosco mas que é muito importante ser visto!