segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Somos Todos Milagres: R.J. Palacio


Somos Todos Milagres
Título: Somos Todos Milagres
Autor: R.J. Palacio
Editora: Gailivro
Classificação: 5 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Há uns anos li Wonder e, mesmo sendo um livro YA, adorei! E foi uma grande surpresa quando cheguei a casa e tinha este livro como surpresa.

O nosso protagonista é o Auggie, o menino de Wonder, e é uma história bem pequenina e que se lê muito instantinho. 
Este é um livro infantil que aborda o tema que apesar da diferença somos todos iguais. 
O livro tem ilustrações bem bonitas e que complementam muito bem a parte escrita.


Nota: Este livro foi-me disponibilizado pela editora, em troca de uma opinião honesta.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Filme: Suffragette


Filme visto para a #cinematona categoria Mudanças Sociais

Ficha do IMBd aqui


No início do século XX as mulheres ainda não tinha direito ao voto no Reino Unido, e um grupo de mulheres luta pelo direito à igualdade.
Apesar de as personagens principais, como por exemplo Maud Watts, interpretada por Carey Mulligan, serem personagens fictícias, é uma história inspirada em factos e um movimento real.
Confesso que quando reparei que a personagem principal era interpretado por Carey Mulligan fiquei um pouco de pé-atrás pois acho-a um pouco "enjoadinha" mas a verdade é que me surpreendeu bastante, pela positiva, e esteve muitíssimo bem. Também Helena Bonham Carter está excelente.
E infelizmente, a luta da igualdade dos direitos das mulheres, continua muito actual.
Só esperava que Meryl Streep tivesse um papel com mais destaque.
Adorei!

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

TAG: Fim do Ano Booktag



Fui taggueada pela Cristina do Books & Beers para responder à Fim do Ano Booktag, que foi criada por esta menina e traduzida por esta menina brasileira.

Perguntas:
1) Há algum livro que você começou este ano e que precisa terminar?
2) Você tem um livro outonal para a transição para o final do ano?
3) Existe uma nova edição / lançamento que você ainda está esperando?
4) Quais os três livros que você quer muito ler antes do fim do ano?
5) Existe um livro que você acha que ainda pode te surpreender e vir a ser o seu favorito do ano?
6) Você já começou a fazer planos de leitura para 2018?

Podem ver o meu vídeo de resposta, clicando AQUI.

domingo, 12 de novembro de 2017

Mini-Opiniões #13


Conto lido para os projectos #nestóriase #lerosnossos

A Leitora

Título: A Leitora
Autor: Renato Carreira
Classificação: 2 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Como o título indica é a história de uma mulher, leitora e consumidora de livros.
No início até estava a gostar pois teve algumas cenas engraçadas e com as quais, nós leitores, nos identificamos. Mas, à medida que vamos avançando, comecei a achar a história um pouco mais estranha.
Julgo que o objectivo é tentar alertar-nos para o "perigo" da compra compulsiva de livros mas não me agradou o rumo da história.



Conto lido para os projectos #nestórias


O Fantasma de Canterville
Título: O Fantasma de Canterville
Autor: Oscar Wilde
Classificação: 3 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Um ministro americano comprou a Canterville Chase, mesmo tendo sido alertado que estava assombrada.
Confesso que fui surpreendida pela história. Estava à espera de encontrar uma história sombria e algo assustadora mas afinal acaba por ter várias cenas mais engraçadas.
Gostei do modo como o autor abordou as diferenças entre ingleses e americanos em relação às crenças e tradições. No entanto, tal como comentei, esperava uma história mais dark.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Os Muitos Nomes do Amor: Dorothy Koomson


Os Muitos Nomes do Amor
Título: Os Muitos Nomes do Amor 
Autor: Dorothy Koomson 
Editora: Porto Editora 
Classificação: 3 Estrelas

Ficha do Goodreads aqui

Foram já vários os livros de Dorothy Koomson que li e sempre foram leituras agradáveis, no entanto, esta história ficou muito aquém das minhas expectativas.

Clemency Smittson (Smitty) foi adoptada em bebé por um casal branco mas, ao longo da sua vida, sempre se sentiu algo deslocada. Aos 37 anos, pouco tempo depois da morte do seu pai e de ter terminado uma relação, Smitty decide mudar-se para Brighton, local onde nasceu, e a sua mãe, Heather, vai com ela.
Gostei muito do tema principal da história -  a adopção - e como a autora consegue-se transmitir os sentimentos, as dúvidas de Smitty, toda a insegurança e medo de ser rejeitada. Mas também a protecção dos pais, a integração e o receio de se poder perder um filho.
No entanto, a narrativa deixou muito a desejar. Lemos e lemos e a sensação que se fica é que pouco avançamos e que, e apesar de se já ter lido muitas páginas, pouco mais sabemos. Parece que a história não desenrola. Eu percebo que serve para caracterizar melhor as personagens, tornando-as mais reais pois temos acesso ao seu passado e sentimentos, mas torna a história muito arrastada.
Senti também que algumas explicações foram fracas. Esperava saber mais ou pelo menos um forte motivo, para o afastamento de Jonas. Já para não falar que Ivor e o irmão mais novo de Abi, são praticamente "invisíveis" na história.
E para complicar, Dorothy Koomson decidiu criar uma espécie de triângulo amoroso. Para quê, Dorothy?
Também o final me pareceu pouco satisfatório.